expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, setembro 19, 2014

Resenha: A Mulher Silenciosa


"A Mulher Silenciosa" é uma leitura densa que fica repercutindo os acontecimentos a cada capítulo. Fazia tempo que um livro mexia assim comigo. 

Na história, Jodi e Todd estão juntos há 20 anos e, aparentemente, levam uma vida invejável. Todd é um empreiteiro bem-sucedido que pode bancar alguns luxos, como o enorme apartamento com uma vista deslumbrante para o lago, um Porsche (dele) e um Audi (dela) na garagem, e o estilo de vida de Jodi. Psicoterapeuta, ela atende em casa apenas dois clientes por dia, e tem tempo de sobra para as sessões de pilates, as aulas de arranjos florais, os passeios com Freud, o golden retriever do casal, e o preparo das refeições gourmet de que tanto gosta. Jodi ainda fica ansiosa ao ouvir a chave do marido abrindo a porta. Todd diz que nunca encontrará uma mulher igual a ela. Essa fachada perfeita, porém, está prestes a ruir. Todd é um adúltero incurável, e Jodi sabe disso. Ela é a esposa silenciosa, preparada para tolerar as traições do marido com o intuito de manter as aparências. Até que Todd sai de casa - para viver com uma mulher com metade da idade dela, filha de seu melhor amigo. Magoada, humilhada e, por fim, financeiramente abalada, Jodi começa a contemplar o assassinato como uma opção razoável. Contado alternadamente nas perspectivas dele e dela, 'A mulher silenciosa' é um livro sobre um casamento à beira do fim, um casal na direção da catástrofe, concessões que não podem ser feitas e promessas que não serão cumpridas. Um thriller psicológico sofisticado, que seduz o leitor desde a primeira página.


A autora consegue apresentar situações tão reais que chegam a ser um soco no estômago. Isso porque muitas vezes você se vê no lugar dos personagens. Eu, particularmente, não escolhi lados, vilões ou mocinhos. Até porque a vida não é simples assim e Harrison mostra bem isso contando a história alternadamente nas perspectivas dele e dela, criando situações bem factíveis.
Percebi que muitos leitores acabam sofrendo com Jodi e querendo que Todd morra. Eu, no entanto, não consigo vê-la como vítima. Acredito que as pessoas devem ser responsabilizadas por suas ações ou não-ações. Não podem incutir no outro a culpa da desilusão ou o motivo da alegria. Ela sabia das traições, era uma mulher culta, psicóloga, e mesmo assim, vivia pelas aparências. Todd queria ser feliz e se utilizou de Jodi, de Natasha, como de todas as outras mulheres que levou para a cama. Sua infidelidade era alimentada pelo silêncio de Jodi. Aí, você percebe como os defeitos de um serviam de bengalas para o outro.
Além de toda a trama psicológica, outra sacada da autora foi já no início informar o leitor que haverá um assassinato. Assim, mesmo sem uma narrativa veloz ou cheia de ação, ela prende a atenção dos leitores.
Sentir cada dúvida, cada limitação, cada dor, cada simples alegria dos personagens vai nos seduzindo nesse thriller psicológico. Gostei bastante! 

________________________________

FICHA TÉCNICA
Título: A Mulher Silenciosa
E-ISBN: 978-85-8057-512-5
Autora: A. S. A. Harrison
Formato: E-book
Editora: Intrinseca

Nenhum comentário:

Posts Relacionados

Blog Widget by LinkWithin