expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, agosto 11, 2012

Donostia: um paraíso da costa hispânica


Agosto é o auge do verão no hemisfério norte e resolvi falar aqui de um dos lugares mais indicados na costa hispânica nesse período: Donostia (ou San Sebatsián). Sim, são dois nomes, pois a cidade fica no País Vasco e lá o idioma co-oficial é o Euskera. Daí Donostia, em Euskera, e San Sebastián, em castelhano.

Mas vamos ao que interessa... Fugindo das badaladas Madrid e Barcelona, o País Vasco é um local cheio de surpresas. Você não irá encontrar grandes agitos, apesar de que nesse período do ano, tudo fica agitado por lá, mas sem perder a cara "família" e meio "provinciana".

Baía de la Concha e Isla Santa Clara

Sou um pouco suspeita para falar, pois morei um ano na cidade e, portanto, são tantas lembranças dos lugares, das pessoas, da cultura e, claro, da comida! Donostia é conhecida por sua culinária e em todas as esquinas é possível encontrar bares servindo pintxos (as tapas locais).

Para se chegar lá, existe as opções de trem e ônibus. Aeroporto, somente em Bilbao, e de lá mesmo existe um ônibus expresso que te deixa em Donostia em 50 minutos. Depois do trajeto desbravando várias montanhas, você irá encontrar Donostia encravada entre dois montes e com uma linda costa. É realmente de encher os olhos, tanto que a cidade é onde a realeza costumava veranear.

Corazón de Jesus
Em "La Concha" é de tirar o fôlego! A baía é linda. De lá, é possível ver um mar azul entre os montes "Igueldo" e "Urgull" onde, no topo, está a estátua do "Corazón de Jesus" zelando pela cidade. No meio da baía, ainda, há uma ilheta, a "Isla Santa Clara". Olhando para a direita, se vê o porto cheio de barquinhos pequenos. Lá é possível pegar uma lancha para ir até a Isla Santa Clara e apreciar a vista da baía, bem como dar um mergulho nas águas morninhas nesse período do ano.

Também à direita, está a Prefeitura. Hoje, ela ocupa um prédio que há anos atrás era um casino. Mais alguns passos e você estará na "Parte Vieja", um dos bairros mais antigos da cidade e um dos locais mais visitados, com ruas estreitas construída em 1813 é cheia de bares, restaurantes e lojinhas. Não interessa o período do ano, sempre estará cheia de gente. Lá, está a "Basílica de Santa María del Coro" e a "Plaza de la Constituición", uma antiga praça de touros, e palco das festas da cidade.

Ainda mais para o leste, começa a praia da "Zurriola". Suas principais atrações são o "Kursaal", uma espécie de centro de eventos, que recebe todos os anos o Festival de Cinema Internacional de San Sebastián; e o "Teatro Victoria Eugenia". A programação cultural é intensa durante todo o ano em Donostia. Tanto que foi escolhida para ser em 2016, a capital da Cultura da Europa.

Kursaal

Já para a esquerda da "La Concha" está a praia de "Ondarreta" e o "Monte Igueldo". Para chegar lá, é possível pegar um ferrocarril. Do topo, se tem uma das vistas mais belas da baía e um antigo parque de diversões que faz a festa da garotada. Já nos pés do monte está uma das esculturas-símbolo da cidade: o "Peine del Viento", do artista plástico Eduardo Chillida.


Peine del Viento

A verdade é que Donostia é linda de qualquer ângulo que você olhar. Sem dúvida, é para estar na lista das cidades "tem-que-conhecer" antes de morrer.

Nenhum comentário:

Posts Relacionados

Blog Widget by LinkWithin