expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, agosto 04, 2006

Fragilidade

“E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a terra.” – Gn 1:26

Desde então o homem sente-se poderoso sobre a Terra, mas esquece-se de que Deus o formou do pó da terra e “porquanto és pó, e ao pó tornarás” – Gn 3:19b.

É certo que os limites variam, mas infortunadamente todos retornam ao pó e em algum momento sentem-se frágeis e pequenos diante do universo.


Nesses últimos dias senti-me assim: frágil; extremamente frágil. Não ter poder sobre minha vida, sobre minha saúde. No entanto, é justamente nesses momentos em que mais me sinto próxima a Deus, pois só nele encontro remédio e refrigério para minhas angústias.

Nenhum comentário:

Posts Relacionados

Blog Widget by LinkWithin